Autor Tópico: Panorama revela milhares de galáxias em crescimento  (Lida 572 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Panorama revela milhares de galáxias em crescimento
« em: Março 09, 2007, 01:49:03 pm »
Centenas de imagens registadas pelo Telescópio Espacial Hubble foram entraçadas para criar uma rica tapeçaria de milhares de galáxias.

Os astrónomos criaram a vista panorâmica como parte de um projecto de cinco anos chamado AEGIS (All-wavelength Extended Groth strip International Survey). Oito dos melhores observatórios terrestres e espaciais, incluíndo o Hubble, fizeram estudos meticulosos de uma zona do céu com uma área de cerca do dobro do tamanho aparente da Lua Cheia.

Os observatórios observaram até 9 mil milhões de anos-luz de distância para observar cerca de 150,000 galáxias em evolução quando o Universo era muito mais jovem do que é hoje em dia. Registaram as galáxias em todas as radiações, desde os raios-X até ao rádio.


Esta imagem do Hubble (direita) representa apenas uma pequena secção do maior panorama do AEGIS. Foi tirada entre Junho de 2004 e Maio de 2005 pela agora avariada câmara ACS do Hubble.
Crédito: NASA/ESA/M Davis/UC Berkeley/S Faber/UCSC/A Koekemoer/STScI


"O objectivo era estudar como o Universo era quando tinha metade da idade que tem actualmente, ou há cerca de 8 mil milhões de anos atrás, numa altura em que as jovens galáxias em formação activa se tornavam em adultos mais maduros e pacíficos," diz Marc Davis da Universidade da Califórnia em Berkeley, EUA, um dos líderes do projecto AEGIS.

O Hubble registou imagens de mais de 50,000 galáxias no visível ao tirar mais de 500 exposições individuais. O astrónomo Anton Koekemoer do Instituto Científico do Telescópio Espacial (STScI) em Maryland, EUA, e colegas, combinaram-nas para criar uma imagem panorâmica contendo mais de 3 mil milhões de pixeis.

"Estas imagens revelam uma riqueza de galáxias em muitos estágios da sua evolução da sua vida cósmica," diz Koekemoer. Algumas são lindas espirais ou massivas galáxias elípticas, mas outras têm formas muito estranhas. São provavelmente os restos de violentas colisões galácticas.

Entre as descobertas até agora, nas imagens do Hubble, está uma gigante galáxia vermelha com dois buracos negros no seu núcleo. Parecem estar a 4000 anos-luz de distância um do outro, e um é 10 vezes mais massivo que o outro, pesando mais de 5 milhões de vezes a massa do Sol. Parecem ser o resultado de uma fusão galáctica, que deverá ter ocorrido há centenas de milhões de anos atrás.

Os astrónomos esperam que todas as observações do AEGIS revelem novas pistas sobre como as galáxias evoluem dos seus anos "pré-adolescentes" até à sua idade adulta. Um total de 19 artigos descrevendo os resultados do projectos aparecerá numa edição futura do Astrophysical Journal.

Fonte: Centro de Ciência Viva do Algarve
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »
Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m