Autor Tópico: Mistério Solar  (Lida 566 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Mistério Solar
« em: Fevereiro 24, 2007, 01:47:00 pm »
Um dos pólos do Sol é mais frio do que o outro. Esta é a surpreendente conclusão, anunciada por um grupo de cientistas no dia 20 de Fevereiro, depois de terem procedido à análise dos dados da sonda Ulysses, uma missão conjunta da NASA e ESA. De toda a frota espacial das agências Americana e Europeia, a sonda Ulysses, graças à sua órbita de inclinação muito específica, é a única capaz de estudar os pólos do Sol, o que a torna num instrumento de trabalho muito meritório para os físicos solares.

Os primeiros voos polares da Ulysses em 1994 e 1995 revelaram uma assimetria entre os dois pólos solares -" uma diferença de 7% a 8% de diferença na temperatura," diz George Gloeckler, membro da equipa científica da Universidade de Maryland. Esta medição foi simultaneamente misteriosa e pouco credível.


Temperaturas do vento solar, em milhões de graus Kelvin, medidas pela Ulysses. Créditos: R. von Steiger e G. Gloeckler.

O que levaria o Sol a comportar-se desta forma? Continua a não existir uma resposta definitiva para esta questão, mas pelo menos agora os investigadores sabem que a assimetria é, de facto, real. A sonda Ulysses retornou ao pólo sul solar em 2007 e "observações recentes mostram que a temperatura média... é virtualmente idêntica à observada há 12 anos," diz Gloeckler.

Medir a temperatura do Sol é algo difícil. A sonda espacial não pode descer até à superfície e socorrer-se de um termómetro para esse fim. Para o efeito a sonda Ulysses utiliza amostras do vento solar, recolhidas a uma confortável distância de 300 milhões de quilómetros. "Medimos a abundância de dois iões de oxigénio que se encontram no vento solar. A razão O6+/O7+ diz-nos a temperatura do gás," explica Gloeckler na qualidade de investigador principal do instrumento SWICS (Solar Wind Ion Composition Spectrometer), a bordo da Ulysses. De acordo com este espectrómetro, a temperatura média do vento solar polar é cerca de um milhão de graus Celsius, mas sobre um dos pólos o vento é aproximadamente 80 000 graus Celsius mais frio do que no outro.

Os investigadores acreditam que as medições do vento solar, recolhidas pela Ulysses, estão a transmitir algo acerca das condições polares próximo da superfície do Sol. "O vento solar provém dos pólos," explica Arik Posner, cientista do programa Ulysses, "o campo magnético do Sol abre-se por cima dos pólos, permitindo que alguma da atmosfera solar escape." Estas aberturas no campo magnético são designadas por "buracos coronais", o vento solar é constituído pela quente atmosfera que se escapa por estes buracos.

Respondendo à questão original: o que significa esta diferença de temperatura? Posner especula que "talvez a estrutura da atmosfera solar por cima dos pólos seja diferenciada." Possuímos uma analogia no nosso planeta. A estratoesfera por cima do Pólo Sul é mais fria do que a que se situa por cima do Pólo Norte. A razão desta diferença está relacionada com a distribuição diferenciada de massa terrestre (a maioria da massa terrestre localiza-se a norte), associada aos complexos padrões de circulação atmosférica.

No caso do Sol, a diferença não reside na massa mas sim no magnetismo. Aparentemente, algo que se situa no pólo magnético solar a norte mantém a atmosfera solar por cima de si um pouco mais fria. Para prová-lo, observa-se que a "mancha fria" segue o pólo norte magnético quando acontece a inversão dos pólos solares. "Os pólos magnéticos do Sol já inverteram a sua polaridade desde o vôo da Ulysses em 1994 - um efeito produzido pelo ciclo de manchas solares de 11 anos," nota Polsner. Da mesma forma, "a assimetria de temperatura nos pólos também se inverteu. Parece-nos por isso tratar-se de um fenómeno magnético."

Quando a sonda Ulysses terminar o seu actual vôo sobre o Pólo Sul Solar, iniciará uma nova etapa que a levará a sobrevoar o pólo norte solar no início de 2008. Isto poderá fornecer mais evidências para entender o processo de assimetria de temperaturas entre os Pólos do Sol.

Fonte: Portal do Astrónomo
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »
Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m