Autor Tópico: Curiosidades astronómicas  (Lida 1985 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Curiosidades astronómicas
« em: Maio 17, 2006, 01:37:08 pm »
- Planeta em grego significa errante, viajante. Os gregos da Antiguidade denominaram estes corpos celestes de planetas porque os observavam "viajando" entre as estrelas "fixas".

- Se o Sol fosse comparado auma bola de basquete, Júpiter seria uma bola de golfe; Saturno, uma bolinha de ping-pong; Urano e Netuno, bolinhas de gude; e Plutão, menor que a metade da cabeça de um alfinete. Júpiter tem 318 vezes a massa da Terra e Plutão apenas dois milésimos.

- Se morássemos em Netuno, nunca faríamos aniversário, pois um ano é o tempo que o um planeta leva para dar a volta ao Sol, e Netuno leva 165 anos terrestres para fazer essa trajetória

- No deserto do Arizona, EUA, existe uma cratera de 4827 metros de circunferência por 1609 metros de largura e 170 metros de profundidade. Foi produzida pelo choque de um meteoro com a terra, há milhares de anos.
 
- O nome mais longo de estrela é Torcularis Septentrionalis, dado à estrela Omicron Piscium da constelação de Peixes

- Uma estrela anã é tão densa que ali um objeto do tamanho de um dado pesaria como um carro

- A Lua cabe 49 vezes dentro da Terra, que cabe 1.300.000 vezes dentro do Sol

- Nordlingen: É uma cidade do sul da Alemanha, que foi construída no interior de uma cratera, feita por um asteróide há 15 milhões de anos

- O criador da Teoría do Big Bang foi um sacerdote belga chamado George Lemaitre.

- No ano de 840 um eclipse lunar asustou tanto o Imperador Luis da Baviera, que morreu de medo.

- O norte americano Robert Hagg tornou-se a primera pessoa no mundo presa por contrabando de meteorito... Aconteceu na Argentina qd tentava transportar p fora do país um meteorito de 37 toneladas...

- A Academia de Ciencias francesa declarou categóricamente no século XIX que os meteoritos são pura fantasía. Inclusivé, o naturalista francês Cuvier, fundador da anatomía comparada, não teve problemas em afirmar: "as pedras não podem cair do céu, porque no céu não há pedras".

- Estima-se que existem cerca de uns: 10.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000
de electrões no universo que conhecemos.

- Há 2,5 milhões de partes num vaivém espacial, excluindo os astronautas.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »
Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m

Anonymous

  • Visitante
(sem assunto)
« Responder #1 em: Novembro 11, 2006, 10:12:28 am »
Aqui vai tambem umas curiosidades:

Sabiam que a temperatura do universo sem aquecimento de estrelas ect... é de 3 graus acima do zero absoluto

Que o Stonehenge era utulizado para marcar locais de astros(uma especie de observatorio)

Não foi galileu mas sim o filho de Hans Lippershey(um fabricante de lentes) que inventou a luneta

Foi Karl Jansky(um engenhiro de rádio americano) o primeiro a detectar ondas rádio vindas do espaço.

Como em Marte não á oceanos é utulizado outro sistema de referencia para medir altitudes e profundidades e outras coisas é a pressão atmosférica ter o de valor de 610,5 Pa (Pascal) ou seja 6,105 mbar.

Um bocado do tamanho de um torão de açucar de uma estrela de neutrões pesava o mesmo que uma montanha pequena.

Se uma Gigante Vermelha fosse comparada com uma cidade grande como Paris o Sol era do tamanho da Torre Eiffel uma Anã Branca do tamanho de uma pessoa uma estrela de neutrões era do tamanho de uma mosca e um buraco negro tinha metade do tamnho de uma mosca.

A semana astronomica de portugal é de 4 a 9 de julho!!


Céus Limpos
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Anonymous »

Offline joaorrpinto

  • Astro-Amador
  • ****
  • Mensagens: 522
  • Karma: +0/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
    • Astrofotografia & Fotografia
(sem assunto)
« Responder #2 em: Novembro 11, 2006, 01:20:14 pm »
Citar
Não foi galileu mas sim o filho de Hans Lippershey(um fabricante de lentes) que inventou a luneta

Hans Lippershey quando inventou a luneta esta era para fins bélicos...mais tarde é que galileu adaptou a luneta a observações astronómicas! :wink:

Cumps.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por rapidix »
Castelo Branco - Penamacor
Latitude:40.167
Longitude:-7.167
Altitude:494 m


Anonymous

  • Visitante
(sem assunto)
« Responder #3 em: Novembro 11, 2006, 02:40:36 pm »
Em 1882 Henry Draper óbtém uma imagem da nebulosa de orion que rivalisa com as fotografias actuais(137min de exposição)Nesta imagem foi registado estrelas de magnitude 14

http://www.kfunigraz.ac.at/exp8www/wyp2005/kalender/images/0_orionnebel.jpg
A foto que ele tirou está nesse link

P.S.:Não pus em imagem por ser demasiado grande!
P.S.:Uma excelente imagem para a época!
Céus Limpos
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Anonymous »

Offline joaorrpinto

  • Astro-Amador
  • ****
  • Mensagens: 522
  • Karma: +0/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
    • Astrofotografia & Fotografia
(sem assunto)
« Responder #4 em: Novembro 11, 2006, 05:53:03 pm »
Citação de: "Orion"
Em 1882

Já havia fotografia a cores em 1882???

Cumps.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por rapidix »
Castelo Branco - Penamacor
Latitude:40.167
Longitude:-7.167
Altitude:494 m


Anonymous

  • Visitante
(sem assunto)
« Responder #5 em: Novembro 11, 2006, 05:58:19 pm »
Não faço a minima!!Mas pode ter sido só pelo métedo especial usado para a astronomia!!


Céus Limpos
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Anonymous »

Offline joaorrpinto

  • Astro-Amador
  • ****
  • Mensagens: 522
  • Karma: +0/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
    • Astrofotografia & Fotografia
(sem assunto)
« Responder #6 em: Novembro 11, 2006, 06:12:11 pm »
Sim, nessa altura já havia fotos a cores:
Citação de: "Wikipedia"
A fotografia colorida foi explorada durante os anos de 1800. 0s experimentos iniciais em cores não puderam fixar a fotografia nem prevenir a cor de enfraquecimento. A primeira fotografia colorida permanente foi tirada em 1861 pelo físico James Clerk Maxwell. O primeiro filme colorido, o Autocromo, não chegou ao mercado antes de 1907 e era baseado em pontos tingidos de extrato de batata. O primeiro filme colorido moderno, o Kodachrome, foi introduzido em 1935 baseado em três emulsões coloridas. A maioria dos filmes coloridos modernos, exceto o Kodachrome, são baseados na tecnologia desenvolvida pela Agfacolor em 1936. O filme colorido instantâneo foi introduzido pela Polaroid em 1963.


Cumps.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por rapidix »
Castelo Branco - Penamacor
Latitude:40.167
Longitude:-7.167
Altitude:494 m


Anonymous

  • Visitante
(sem assunto)
« Responder #7 em: Novembro 11, 2006, 06:40:50 pm »
Boa informação apesar de não astronomica!Aqui vão mais curiosidades:

Miranda(lua de urano) em tempos pode ter se fregmentado e devido á proximidade matida entre os pedações eles tornaram-se a "reunir".

Pensa-se que titã tem as mesmas condições do que a terra primordial!

Urano está "virado ao contrario" ou seja o polo norte está de lado!Isto pode ter acontecido quando um meteorito atingiu urano ainda quando estava se a formar e o virou!

Céus Limpos
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Anonymous »

Offline Guilherme de Almeida

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Principiante
  • *****
  • Mensagens: 316
  • Karma: +6/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #8 em: Novembro 21, 2006, 12:57:02 pm »
Algumas curiosidades muito simples

As curiosidades mais simples são, às vezes, as que mais surpreendem.

1. Representando, à escala, a distância média da Terra ao Sol com 1 centímetro apenas, a distância a que ficaria (na mesma escala) a estrela mais próxima, a seguir ao Sol, seria de .. 2700 metros.

2. O diâmetro do Sol é mais do que 3,5 vezes a distância da Terra à Lua.

3. A massa do Sol, 1,99x10^30 kg, corresponde a cerca de 333 000 vezes a massa da Terra.

4. A temperatura do núcleo da Terra, actualmente calculada em 6000 ºC, é idêntica à temperatura da "superfície " do Sol.

5. Aqui, aparentemente "quietos" onde estamos,  sobre a Terra, viajamos a cerca de 107 000 km/h em torno do Sol.

6. O Sol, à velocidade de cerca de 230 km/s (esta velocidade daria para ir da Terra à Lua em 27 min 51 s) demora 250 milhões de anos para completar a sua órbita em torno do núcleo da Via Láctea.

7. A distância média entre estrelas vizinhas é de cerca de 50 milhões de diâmetros estelares médios. A distância entre galáxias vizinhas é da ordem de 20 diâmetros galácticos.

8. A diferença entre os diâmetros equatorial e polar da Terra é de 42,770 km. Parece muito, mas representa apenas 0,335% do diâmetro equatorial. Numa bola de bilhar de 50 mm de diâmetro, esta diferença, na mesma escala seria apenas de 0,167 mm.

9. A área aparente de todo o céu é de 41 252,961 graus quadrados.

10. O Sol, visto da Terra apresenta a magnitude visual aparente -26,8.
 
11. Visto de Plutão, a magnitude visual aparente solar é -18,8.

12. Observado a 9 anos-luz de distância (2,75 pc), o Sol apresentaria a magnitude aparente +2, ou seja, aparentaria o brilho com que, da Terra, vemos a estrela Polar.

13. O  Sol ficaria no limite de visibilidade standard a olho nu (magnitude +6) se fosse observado a uma distância de 17,38 anos-luz (5,33 parsecs).

14. Uma nova que aumente de brilho 45 000 vezes reduzirá a sua magnitude em 11,6. Por outras palavras, se a sua magnitude visual aparente era +19,4, passaria a ser +19,4-11,6=7,8, ficando acessível a um binóculo.




NOTA: De vez em quando acrescentarei aqui mais algumas curiosidades simples, afinal as mais espantosas.

Guilherme de Almeida
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guilherme de Almeida »
Guilherme de Almeida

Anonymous

  • Visitante
(sem assunto)
« Responder #9 em: Dezembro 08, 2006, 09:21:56 pm »
Citar
Dou um exemplo: suponha que tinha uma fita muito comprida de papel com 0,1 mm de espessura. Dobrando ao meio terá 0,2 mm de espessura, dobrando outra vez, terá 0,4 mm de espessura, etc. Parece que estamos sempre nas pequenas espessuras.
Quantas vezes seria preciso dobrar o papel para obter uma espessura igual à distância média da Terra à Lua (384 400 km)? Parece que teríamos de o fazer milhares de vezes (o senso comum diz-nos isso), mas ... ao fim de 42 dobragens a espessura do papel já excedeu essa distância.

À 51.ª dobragem (contada desde o início), já a espessura de papel excede uma unidade astronómica (distância média da Terra ao Sol).

À 67ª dobragem (contada desde o início), a espessura do papel excede um ano-luz.

À 83ª dobragem (contada desde o início), a espessura do papel excede o diâmetro da nossa galáxia! (100 000 anos- luz). Quem diria?


Fonte: Guilherme de Almeida :wink:
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Anonymous »