Autor Tópico: Material orgânico descoberto em antigo meteorito  (Lida 818 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Material orgânico descoberto em antigo meteorito
« em: Dezembro 06, 2006, 12:38:29 pm »
Cientistas da NASA no Centro Espacial Johnson, em Houston, descobriram materiais orgânicos que se formaram nos locais mais recônditos do jovem Sistema Solar, preservados num meteorito único. O estudo foi levado a cabo no condrito carbonáceo do Lago Tagish, um raro tipo de meteorito, rico em compostos orgânicos (carbono).

A matéria orgânica nos meteoritos é um tópico de intenso interesse devido a este material se ter formado no início do Sistema Solar e poder ter polvilhado a jovem Terra com os blocos da vida. O meteorito do Lago Tagish é especialmente valioso para este estudo porque a sua grande maioria foi recolhida imediatamente depois da sua queda no Canadá em 2000 e tem sido mantido a baixas temperaturas, minimizando a contaminação terrestre. A colecção e conservação das amostras do meteorito preservaram-no num estado prístino.


Meteorito do Lago Tagish.
Crédito: UWO/Universidade de Calgary


Num artigo publicado na edição de 1 de Dezembro do jornal Science, a equipa, liderada pelo cientista da NASA Keiko Nakamura-Messenger, relata que o meteorito do Lago Tagish contém inúmeros glóbulos ocos orgânicos.

"Objectos similares têm sido registados a partir de vários meteoritos desde os anos 60. Alguns cientistas acreditam que estes foram organismos espaciais, mas outros pensam que eram apenas contaminações terrestres," disse Nakamura-Messenger. Os mesmos glóbulos orgânicos em forma de bolha apareceram neste meteorito. "Mas no passado, não havia maneira de determinar com exactidão de onde estes glóbulos orgânicos vieram porque eram simplesmente pequenos demais. Medem apenas 0,00254 milímetros em tamanho ou até menos.

Em 2005, dois novos e poderosos instrumentos de nano-tecnologia foram instalados no laboratório dos cientistas no Centro Espacial Johnson. Descobriram os glóbulos orgânicos em fatias ultrafinas do meteorito com um novo microscópio de electrões. Este providenciou informações detalhadas acerca da estrutura e composição química dos glóbulos. A sua composição isotópica foi depois analisada com um novo espectómetro de massa, a Câmara NanoSIMS, o primeiro instrumento do seu género capaz de fazer este tipo de medições em objectos tão pequenos.

Descobriu-se que os glóbulos orgânicos nos meteoritos do Lago Tagish têm composições isotópicas de hidrogénio e nitrogénio muito incomuns, provando que os glóbulos não vieram da Terra.

"Os rácios isotópicos nestes glóbulos mostram que se formaram a temperaturas de cerca de -260º C, perto do zero absoluto," disse Scott Messenger, cientista da NASA e co-autor do artigo. "Os glóbulos orgânicos foram criados mais provavelmente na fria nuvem molecular que deu origem ao nosso Sistema Solar, ou nos limites exteriores do jovem Sistema Solar."

O tipo de meteorito nos quais os glóbulos foram descobertos é também tão frágil que geralmente se vaporiza durante a sua entrada na atmosfera da Terra, espalhando os seus componentes orgânicos ao longo de uma grande área. "Se, como suspeitamos, este tipo de meteorito tem caído na Terra durante toda a sua história, então a Terra pode ter sido polvilhada por estes glóbulos orgânicos à mesma altura que a vida se estaria a formar," disse Mike Zolensky, mineralogista cósmico da NASA e co-autor do artigo.

A origem da vida é um dos problemas fundamentais ainda por resolver nas ciências naturais. Alguns biólogos pensam que a forma de bolha é o primeiro passo para o desenvolvimeno de vida biótica. "Podemos estar um passo mais perto de descobrir de onde os nossos antepassados vieram," disse Nakamura-Messenger.

Fonte: Centro de Ciência Viva do Algarve
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »
Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m