Autor Tópico: [QUESTÃO] ATENÇÃO! NUNCA OLHE DIRECTAMENTE!  (Lida 1163 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Anonymous

  • Visitante
[QUESTÃO] ATENÇÃO! NUNCA OLHE DIRECTAMENTE!
« em: Novembro 02, 2006, 05:51:06 pm »
Um dia destes em que estava a ver aqueles MUITO IMPORTANTES avisos:
ATENÇÃO!NUNCA OLHE DIRECTAMENTE PARA O SOL!E Lemrei-me de fazer uma pergunta cá para a malta!
Existe alguma formula para calcular a distância que é preciso para cegar com a magnitude do sol??

Céus Limpos

P.S.:(Trabalho de Fisica ou Quimica :mrgreen: ) :lol:  :lol:
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Anonymous »

Offline João Clérigo

  • Administrador
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1693
  • Karma: +1/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #1 em: Novembro 02, 2006, 05:56:33 pm »
Mesmo sem a ajuda óptica, olhar directamente para o Sol pode cegar, se bem que, não conheça ninguem que consiga estar a olhar directamente para o Sol sem qualquer tipo de protecção.

Na minha opinião, qualquer distância deve ser mais do que suficiente para cegar.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por jaclerigo »
Cumprimentos,
João Clérigo

Offline joaorrpinto

  • Astro-Amador
  • ****
  • Mensagens: 522
  • Karma: +0/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
    • Astrofotografia & Fotografia
(sem assunto)
« Responder #2 em: Novembro 02, 2006, 05:58:03 pm »
Qualquer distância na terra dá para cegar o olho humano dependendo da exposição que este está em relação ao sol :wink:
Mas já agora, que distância tás a falar? Distância no espaço ou em terra?

Cumps.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por rapidix »
Castelo Branco - Penamacor
Latitude:40.167
Longitude:-7.167
Altitude:494 m


Anonymous

  • Visitante
(sem assunto)
« Responder #3 em: Novembro 02, 2006, 06:07:26 pm »
Citação de: "jaclerigo"
Mesmo sem a ajuda óptica, olhar directamente para o Sol pode cegar, se bem que, não conheça ninguem que consiga estar a olhar directamente para o Sol sem qualquer tipo de protecção.

Na minha opinião, qualquer distância deve ser mais do que suficiente para cegar.


Mas eu estou em falar em termos de especie anos-luz ou U.A.!!Não estou apenas a falar de poucos milhões de quilometros :!:

Céus Limpos
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Anonymous »

Offline Miguel Lopes

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1810
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #4 em: Novembro 02, 2006, 09:38:23 pm »
Por acaso eu tenho uma pergunta similar...
SE uma supernova explodisse na nossa vizinhança, para ter um brilho aparente semelhante ao do sol, a que distância deveria explodir?
Eu imagino que seria pelo menos 1000 anos luz... mas não faço ideia. Até porque existem vários tipos de explosões de super novas. Vemos explosões de supernovas em galáxias a milhões de anos luz, portanto imagino que uma explosão a 1000 anos luz nos liquidaria por completo a nível de radiação e temperatura. Também não sei até que ponto os gases do meio intergaláctico absorvem a radiação. Mas mais dp que um aquecimento global ou do que um asteróide bêbado, o que me mete medo é uma explosão dessas a curta distância.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Miguel Lopes »
"a astrologia é a ciência dos ignorantes, a astronomia é a dos que se sentem ignorantes" - Miguel Lopes

Offline Guilherme de Almeida

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Principiante
  • *****
  • Mensagens: 316
  • Karma: +6/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #5 em: Novembro 30, 2006, 05:38:36 pm »
Magnitude aparente de uma supernova, observada a grande distância

Caros amigos.
Esse cálculo não é difícil.
A magnitude absoluta típica de uma supernova é da ordem de -19.
Essa supernova apresentará as magnitudes aparentes seguintes, em função das distâncias:


m=–10, vista a 630,96  pc = 2057,6 anos-luz
m=–5, vista a 6309 pc =20 576 anos-luz
m=+1, vista a 100 000 pc =326 100 anos-luz
m=+5, vista a 630 957 pc =2,058 milhões de anos-luz

A dedução das equações e numerosos exemplos de cálculo podem ser vistos no nosso livro
"Introdução à Astronomia e às Observações Astronómicas", páginas  263 a 267.  
Neste livro exemplifica-se passo a passo como proceder e até se mostra como foi obtida
a equação que resolve problemas deste tipo (pág. 265).
Encontram-se muitos outros cálculos úteis entre as páginas 259 e 275.

Podem encontrar este livro na Galáctica, já em sétima edição. Basta ir ao site da Galáctica ( http://www.gem51.com ) e procurar em "Livraria".

Bons cálculos
Guilherme de Almeida
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guilherme de Almeida »
Guilherme de Almeida

Offline Vitor AD

  • Mensagens: 29
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #6 em: Novembro 30, 2006, 07:53:59 pm »
Citação de: "Guilherme de Almeida"
Magnitude aparente de uma supernova, observada a grande distância

Caros amigos.
Esse cálculo não é difícil.
A magnitude absoluta típica de uma supernova é da ordem de -19.
Essa supernova apresentará as magnitudes aparentes seguintes, em função das distâncias:


m=–10, vista a 630,96  pc = 2057,6 anos-luz
m=–5, vista a 6309 pc =20 576 anos-luz
m=+1, vista a 100 000 pc =326 100 anos-luz
m=+5, vista a 630 957 pc =2,058 milhões de anos-luz


A dedução das equações e numerosos exemplos de cálculo podem ser vistos no nosso livro
"Introdução à Astronomia e às Observações Astronómicas", páginas  263 a 267.  
Neste livro exemplifica-se passo a passo como proceder e até se mostra como foi obtida
a equação que resolve problemas deste tipo (pág. 265).
Encontram-se muitos outros cálculos úteis entre as páginas 259 e 275.

Podem encontrar este livro na Galáctica, já em sétima edição. Basta ir ao site da Galáctica ( http://www.gem51.com ) e procurar em "Livraria".

Bons cálculos
Guilherme de Almeida


Bom, pelo menos aparentemente neste raio de distancias não temos possíveis candidatos a supernovas... até onde sei. Quem sabe uma nova... a Via-Lactea tem nos devido uma boa nova e o sistema solar um bom cometa :D

Pelo menos até mv = -12 não nos cegaria :D

Abraços.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Vitor AD »
Vitor
http://vitord70.multiply.com
Dob 270 mm F/5
Orion Astroview 150 mm F/5 Newt
EQ3 convertida para guiagem
Refrator Jaegers 80 mm F/4.88  (homemade)
SPC900NC SC-1.5 + Meade LPI
Tasco: Bino 50x10 + Refrator 60mm F/13.33