Autor Tópico: Chandra revela um pouco mais sobre Supernovas.  (Lida 591 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Chandra revela um pouco mais sobre Supernovas.
« em: Julho 07, 2006, 08:33:04 pm »


Imagem das 4 supernovas agora estudadas com o Observatório de raios X Chandra.
Crédito: NASA/CXC/SAO


Estas quatro imagens de restos de supernovas na Grande Nuvem de Magalhães foram obtidas usando o Observatório Espacial de raios-X Chandra. O resto mais jovem é o da esquerda em cima (600 anos de idade) enquanto o mais antigo é o da esquerda em baixo (13,000 anos de idade). Estas fotografias mostram como o gás expelido por uma estrela durante a sua morte é aquecido até temperaturas de milhões de graus por ondas de choque provenientes da explosão da supernova.

Os restos das quatro supernovas na Grande Nuvem de Magalhães (uma galáxia vizinha da Via Láctea) fornecem uma espantosa mostra sobre um dos acontecimentos mais explosivos da Natureza.

Estas imagens de raios-X apresentam gás a muitos milhões de graus Celsius que foi aquecido pelas ondas de choque provenientes das explosões.

Andando no sentido dos ponteiros do relógio do topo superior esquerdo para o lado inferior esquerdo, as idades aproximadas dos restos são 600 anos, 1500 anos, 10,000 anos e 13,000 anos, respectivamente.

Os espectros de raios-X do Chandra fornecem pistas importantes quanto à forma como estas estrelas explodiram. Os restos do canto superior esquerdo, do canto superior direito e do canto inferior direito mostram uma concentração de elementos típica de uma supernova do tipo Ia. Este tipo de supernova é despoletado quando o material é acretado num sistema duplo a partir de uma estrela para uma anã branca até que esta passa o limite de estabilidade. A explosão termonuclear que se segue provoca a desintegração total da anã branca.

Por outro lado, a supernova que produziu o resto SNR 0453-68.5 deixou como resto uma estrela de neutrões. Isto indica tratar-se de uma supernova do tipo II que ocorreu quando o combustível nuclear de uma estrela massiva se esgotou e o seu núcleo colapsou para dar origem a uma estrela de neutrões, enquanto as camadas mais exteriores são projectadas para longe.

A estrela de neutrões que se encontra em rotação muito rápida está a ejectar um vento magnetizado de partículas de alta energia que aparece na imagem como um ponto brilhante azul alongado no centro do resto de supernova.

Fonte: Centro de Ciência Viva do Algarve
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »
Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m