Autor Tópico: M31 11,5 meses depois  (Lida 2921 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Fil

  • Moderador Global
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 2621
  • Karma: +5/-0
    • Ver Perfil
M31 11,5 meses depois
« em: Julho 29, 2007, 12:00:56 am »
Passado quase um ano, tirei nova foto à M31..

Aqui está a do ano passado (60 min, F/6, Provia 400F):


E a deste ano (110 min, F/8, Kodak E200):


Não acho que tenha melhorado muito do ano passado para este ano :(

Mas pronto, como brincadeira ainda fui ver onde no céu é que a M31 está e deu nisto:


Não está a foto mais bonita que eu queria, mas ainda assim "vê-se sem grande esforço" :)

Espero que gostem..
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »
Fil.
GOAAA

Offline Pedro99

  • Astro-Curioso
  • **
  • Mensagens: 63
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Re: M31 11,5 meses depois
« Responder #1 em: Julho 29, 2007, 12:06:35 am »
Tá demais. Como fizeste a foto? qts segundos, exposição, etc etc etc...
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »

Offline Emanuel

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1398
  • Karma: +11/-0
    • Ver Perfil
Re: M31 11,5 meses depois
« Responder #2 em: Julho 29, 2007, 12:04:24 pm »
Tão  muito fixe as tuas imagens!! 8)
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »
Takahashi FSQ 106 ED
Iptron IEQ45 Pro mount
Nikon D5300 Modd
Qhyccd Polemaster
QhyCCD 5L-II mono guider
Omegon off-axis guider

Offline Orion_PKFD

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1228
  • Karma: +1/-0
    • Ver Perfil
    • http://astro-andregoncalves.blogspot.com/
Re: M31 11,5 meses depois
« Responder #3 em: Julho 29, 2007, 12:11:20 pm »
O Fil diz isso tudo em cima de cada imagem...

A imagem deste ano tem quase o dobro do tempo de exposiçao comparativamente com a do ano passado, no entanto a imagem deste ano nao parece estar + brilhante...sera do filme? Tbm nao percebo muito disto verdade seja dita :(|  ;-)

De qquer forma parabens pela(s) imagen(s) :-D
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »

Offline Astrolupa

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Amador
  • *****
  • Mensagens: 998
  • Karma: +2/-0
    • Ver Perfil
    • http://www.astrosurf.com/nviegas
Re: M31 11,5 meses depois
« Responder #4 em: Julho 29, 2007, 12:50:27 pm »
Muito boas mr. Fil, parabéns! Nota-se que as estrelas estão mais redondinhas, menos "abolotadas"!  :D

Realmente o Orion_PKFD notou isso e muito bem. Apesar do tempo de exposição ser quase o dobro do tempo da anterior, há que notar também que a mais recente usou um filme de menor sensibilidade (200 versus 400) e também foi utilizada uma distancia focal maior, o que por si só requer um tempo de exposição maior... no fim, ficaram parecidas em termos de brilho, mas sinceramente gosto mais da nova versão. Claro que se o mr. Fil alguma vez disponibilizar a imagem em tamanho real (ou uma versão reduzida a 1/4 do original não "cropped"), vai-se perceber a diferença entre F/6 e F/8 em termos de escala.

Cá fico à espera da próxima maravilha!  ;-)
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »
Cumprimentos,
Nelson Viegas
GOAAA

Offline Miguel Lopes

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1810
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Re: M31 11,5 meses depois
« Responder #5 em: Julho 29, 2007, 02:21:22 pm »
Epá, por muito que goste da facilidade de CCDs, uma foto em filme continua a ser espectacular em certos alvos, Talvez pela falta de reciprocidade, que faz com que as áreas mais brilhantes não saturem e acabamos com uma gama dinâmico enorme.
A côr também está muito boa.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »
"a astrologia é a ciência dos ignorantes, a astronomia é a dos que se sentem ignorantes" - Miguel Lopes

Offline Fil

  • Moderador Global
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 2621
  • Karma: +5/-0
    • Ver Perfil
Re: M31 11,5 meses depois
« Responder #6 em: Julho 29, 2007, 03:05:33 pm »
Citação de: "Astrolupa"
Muito boas mr. Fil, parabéns! Nota-se que as estrelas estão mais redondinhas, menos "abolotadas"!  :D
Hmm!.. pois é.. interessante.. já explico..
Citação de: "Astrolupa"
Realmente o Orion_PKFD notou isso e muito bem. Apesar do tempo de exposição ser quase o dobro do tempo da anterior, há que notar também que a mais recente usou um filme de menor sensibilidade (200 versus 400) e também foi utilizada uma distancia focal maior, o que por si só requer um tempo de exposição maior...
err.. oops, esqueci-me a dizer que o rolo, apesar de ser de 200 ASA, foi pedido na revelação para puxarem 1 stop.. ou seja, ficaria mais parecido com 400 ASA. Muito embora, já ouvi dizer que nunca fica bem como se fosse 400, e fica mais parecido de 360...  Não sei, sinceramente não descortinei isso ainda.. O que é certo é que um rolo é Kodak e ou outro Fujifilm.. Há aqui muita variável ao barulho, não dá para fazer uma comparação a serio..

Quanto ao brilho, depois de tanta porcaria que eu tive que fazer (já explico, também) e com a digitalização, eu não me guiava por aí.. A menos que seja "brilho" em função da "quantidade de ruído".. Acho que o ruído é que pode ser usado como bitola :P Ainda assim, de F/8 para F/6 (que é perto de F/5.6) vai quase 1 stop. Ou seja, é uma diferença de luz para o dobro. Logo é natural que em exposições curtas, em fotografia diurna, com F/5.6 se leve metade do tempo de se fosse F/8. Como com pouca luz o filme tem uma maior falha de reciprocidade (fica menos sensível à medida que vai apanhando luz, ou dependendo da quantidade de luz que lá chega) na realidade precisa de mais tempo do que o dobro. Com isto também se perde contraste, mas até certo ponto discutível é o que nós queremos: na mesma foto ter bem visível coisas brilhantes e ténues (excepto céu :) )

Citação de: "Astrolupa"
Claro que se o mr. Fil alguma vez disponibilizar a imagem em tamanho real (ou uma versão reduzida a 1/4 do original não "cropped"), vai-se perceber a diferença entre F/6 e F/8 em termos de escala.
Tás-me a dar trabalho :P Mas eu vou ver o que arranjo :geek: Mas outra vez, olhando para o ruído, parece-me que o ruído é mais largo e pixelizado na do ano passado do que na deste ano. Se este "ruído" for o grão da foto, já mostra a diferença de escala!

Bom, voltando ao tamanho das estrelas essa é interessante! Esta foi tirada com F/8, e a outra com F/6.. Em princípio o tamanho das estrelas seria maior no caso F/8 do que o F/6... A menos que eu tenha puxado muito pela imagem do ano passado, e as estrelas aumentaram, ou que as estrelas mantenham o seu tamanho na película, e no caso da imagem do ano passado, fiz um "zoom" digital maior para a M31 ficar grandita, e em proporção as estrelas parecem maiores. O limite teórico para o "tamanho da estrela" em principio andaria à volta do nº F/# em micron.. Portanto uma estrela "verde" em F/6 teria 6 micron, e em F/8 teria 8 micron, no plano focal. Pode ser que o grão do filme seja influenciado pelo grão do lado e isso alargue a estrela, mesmo que ela seja pequenina..
Mas o mais provável é ter sido por causa do processamento.. No ano passado acho que apliquei um logaritmo à imagem, e este ano experimentei usar um arc-seno hiperbólico, penso (color stretching no IRIS)..

Citação de: "Miguel Lopes"
Epá, por muito que goste da facilidade de CCDs, uma foto em filme continua a ser espectacular em certos alvos, Talvez pela falta de reciprocidade, que faz com que as áreas mais brilhantes não saturem e acabamos com uma gama dinâmico enorme.
A côr também está muito boa.
Hmm.. Pois, agora chegou a altura de eu explicar a trabalheira que isto me deu!.. :P Isto não saiu assim do slide :P No slide aparece tudo azulado! até parece que estava a tirar uma foto na Fossa das Marianas, onde, se chegar algum luz do sol lá, é azul de certeza!.. Tudo o que há na foto de não-azul foi muito puxado com curvas para aparecer! E atinar com as curvas é lento e cansa :)
Parece que já está documentado que com a absorção de humidade por parte da película, esta perde a sensibilidade aos vermelhos, e a imagem fica azul. Logo isto tinha que acontecer ao E200, famoso pela sua sensibilidade ao vermelho! Soluções para isto há, e são simples.. Enfiar gás seco para dentro da câmara, que não tenha humidade. Azoto serve perfeitamente. Há-de chegar o dia... :geek:

Mas claro, que todos os meus problemas fossem esses! A foto tinha vinhateio, e andei a corrigir isso no IRIS, subtraindo o gradiente.. Gradiente esse, que é mais vermelho nos cantos do que no centro da foto! Portanto, o belo do resultado multicolorido só desapareceu com um miraculoso "crop"! ;D Ainda assim, a galáxia nota-se que está mais verde numa ponta azul no meio e vermelha na outra.. Isso foi por causa do tal gradiente manhoso!

Mas realmente a questão do "flat-field" é que me chateia mais.. Até agora não consegui digitalizar uma foto de curta-exposição de um "flat-field" (parede branca) que ficasse com um gradiente igual, ou minimamente parecido, com o que aparece nas fotos de longa exposição... Culpo isto nos automatismos que o software que uso tem para digitalizar o slide, mas também desconfio da falha de reciprocidade ou não linearidade do filme, que pode gerar gradientes diferentes.. A forma mais simples e garantida que tenho de resolver isto é tirar flats a outra zona do céu com a mesma exposição da foto.. Ou seja, se em filme não faço darks, faço flats :P
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »
Fil.
GOAAA

Offline zoom

  • Mensagens: 23
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Re: M31 11,5 meses depois
« Responder #7 em: Março 27, 2009, 03:44:16 am »
Muito boas fotos. Que maquina usou?
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »

Offline Fil

  • Moderador Global
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 2621
  • Karma: +5/-0
    • Ver Perfil
Re: M31 11,5 meses depois
« Responder #8 em: Março 27, 2009, 08:51:37 am »
Boa pergunta!.. Já não me lembro bem qual foi.. A de 2006 deve ter sido tirada com uma Minolta 5xi, que gasta pilha para manter o obturador aberto. A de 2007 talvez já tenha sido com a Kiev 60 100% manual que não gasta pilha. Mas na astro-fotografia de longa exposição em película, a câmara, desde que funcione, pouco importa. Pode haver umas variantes e modificações à câmara para enchê-la com azoto (gás inerte) para evitar humidade na película, ou um outro esquema de "hypering" do filme, mas o que importa na câmara é que seja estanque à luz excepto de onde está a objectiva/telescópio. :)
Umas das vantagens do filme de película é mesmo o facto de não precisar praticamente de energia nenhuma.. A desvantagem, é que a exposição tem que ser uma só e bem longa. Mas também é menos sensível a problemas de guiagem.
As distâncias focais usadas foram, para a primeira, de 612mm e para a segunda de 820mm (refractor APO de 102mm)
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »
Fil.
GOAAA

Offline zoom

  • Mensagens: 23
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Re: M31 11,5 meses depois
« Responder #9 em: Março 27, 2009, 05:36:23 pm »
Realmente a 2 foto, está expectacular, com muito mais definida.
Qual foi a montagem para conseguir esta estabilidade durante tal exposição?
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »

Offline Fil

  • Moderador Global
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 2621
  • Karma: +5/-0
    • Ver Perfil
Re: M31 11,5 meses depois
« Responder #10 em: Março 28, 2009, 01:18:51 am »
Citação de: "zoom"
Qual foi a montagem para conseguir esta estabilidade durante tal exposição?
Estive a ver os meus registos, e comecei a guiar com o GuideDog e uma webcam baratucha por volta do fim do verão de 2007. Portanto isto quer dizer que a montagem já foi a NJP. A primeira foto foi com a EQ-5 e guiada manualmente. Salvo erro, a minha guiagem manual mais longa de uma só vez foi de 75 minutos..  Esses 110 minutos já foram com o software a guiar por mim :)
Já tenho saudades dessas fotos.. Só é pena é demorar tanto tempo, cada exposição..
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »
Fil.
GOAAA